O ataque dos clones

Um dos primeiros MMORPG’s que joguei foi o famoso World of Warcraft, passado alguns meses depois de ter saído na Europa uns amigos meus falavam constantemente desse jogo ainda um pouco obscuro na altura. Fiquei tão interessado que decidi experimentar, foi vício instantâneo, não parei de jogar enquanto não cheguei ao nível mais alto e ter vários itens “épicos”. Por isso neste Post vou dar a conhecer os vários clones de WoW que joguei nos ùltimos tempos.

Apesar de existirem muitos MMORPG’S, o World of Warcraft foi o único que tornou este género popular e fácil de usar, enquanto que antigamente este tipo de jogos tinham a fama de serem apenas jogados por Nerds que viviam na cave o dia todo. Enquanto que os MMO’s pré WoW eram bastante complexos, difíceis de jogar e com bastantes problemas a nível técnico, World of Warcraft mudou isso tudo, conseguiu tornar um género marginalizado num género de jogo para todo o tipo de jogadores, foi com esta formula que WoW se tornou no MMO mais jogado de sempre com mais de 10 milhões de jogadores.

Tudo neste jogo está perto da perfeição, os detalhes, a história, o mundo, o interface e a jogabilidade, basicamente WoW pegou nos outros MMO’s que existiam, agarrou em tudo o que era bom e aperfeiçoou-os. Por isso è que existem tantas pessoas a jogar este MMO.

Depois de ter jogado WoW durante mais ou menos 2 anos, decidi fazer uma pausa e experimentar outros MMO’s no mercado. Nisto comprei o Lord of The Rings Online por ser um grande fã dos livros e por pensar que o mundo de Tolkien seria perfeito para um RPG, mas depois de ter gasto uma pequena fortuna no jogo e no cartão pré-pago reparei que LOTRO não passava de um cópia mal feita de WoW, passado alguns dias decidi deixar de jogar porque simplesmente queria algo diferente e não um WoW versão Senhor dos Anéis. Ah e falta dizer que a minha Conta ainda tinha 3 meses de tempo de jogo pagos…

O mesmo se passou quando saiu o tal Age of Conan que dizia ser o primeiro MMO para adultos por ter bastante violência e “sensualidade”, mais uma vez comprei o jogo e rapidamente desisti. Uma das razões foi o caos que existe no jogo, não se percebe nada quando se está numa zona de PVP, apenas somos atacados por todos os lados, além das quests serem pouco interessantes e a jogabilidade bastante má.

Entretanto, depois de ter tido duas experiencias màs com jogos Pay To Play, resolvi comprar o famoso Guild Wars por ser jogàvel sem assinatura mensal, sempre pensei que fosse um jogo interessante, mas depois de ter jogado durante alguns meses reparei que basicamente este jogo não passava de um falso MMO, porque a interactividade com outros jogadores era praticamente nula.

E por fim vou descrever a minha experiência com Warhammer Online, o suposto WoW Killer da EA. No inicio fiquei bastante impressionado com o jogo, porque mais uma vez è extremamente semelhante ao WoW, durante algum tempo pensei que estava a jogar WoW novamente, o interface e a jogabilidade são quase iguais. Apesar de ter algumas ideias interessantes que gostaria de ver no WoW, dei por mim a jogar praticamente sozinho, sem ver qualquer outro jogador durante dias a fio. Até no famoso Realm Vs. Realm onde jogadores das duas facções jogam uns contras os outros numa campo de batalha gigantesco não havia praticamente ninguém. Pode ser que melhore com o tempo, mas a falta de imaginação destes clones estraga o ambiente do jogo. Porque em vez de inovarem apenas tentam reinventar a roda.

Pois… Agora tenho aqui uma colecção de MMO’s que não jogo e muito dinheiro mal gasto, devido à publicidade enganosa por parte das editoras de jogos.

Depois destas “Aventuras” decidi voltar ao meu MMO de origem e recomecei a jogar World of Warcraft, apesar das quests ainda terem pouca imaginação e de muito grind à mistura, este jogo ainda contem aquele ingrediente difícil de explicar por palavras, è qualquer coisa que nos faz ficar em frente ao PC durante horas a fio. Não è por nada que o chamam de World of Warcrack.

d.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(s);

2 thoughts on “O ataque dos clones

  1. aí vc já tentou jogar Lineage II ??
    ainda não joguei WoW, mas lineage é muito bom mesmo, tava num vício só até esse ano qnd comecei a estudar de verdade pro vestibular, mas to doido pra voltar ao jogo.

  2. Eu como não tenho dinheiro para dar ao WoW todos os meses vou rodando os jogos Free2Play.
    Neste momento ando a jogar Atlantica Online e até agora estou a gostar bastante. É um mmo onde as batalhas são turn-based e onde podemos controlar e evoluir até 9 mercenários(characters) ao mesmo tempo.
    Tal como todos os jogos f2p não deixa de ser um pouquinho grindy e ter uma quests algo repetitivas. No entanto acho que veio trazer uma lufada de ar fresco ao género.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

CommentLuv badge