Pro Evolution Soccer 2008: Análise

Desde os tempos do Internacional SuperStar Soccer Deluxe, da Super Nintendo, a Konami é vista pelos jogadores como a principal referência quando se trata de jogos com um tema futebolístico. Com características como a jogabilidade, gráficos, o som e opções muito bem conseguidas, a Konami tem feito grandes obras para os jogadores amantes do “football”. Haja quem prefira a principal concorrente da série, Fifa Soccer da Ea Sports, mas em geral os jogadores preferem os títulos da Konami.

A evolução do jogo, que na PlayStation ganhou uma nova alcunha (Winning Eleven), foi lenta, mas sempre constante. Com novos títulos praticamente todos os anos, a jogabilidade melhorava e os gráficos ganhavam pequenos retoques. Na PlayStation 2 a história repetiu-se. Agora a Konami foi além, lançando o primeiro jogo da série para as consolas de próxima geração (PS3 e Xbox360) chamado Pro Evolution Soccer 2008, que fora também foi lançado para PC.

Mundo Novo

Há tempos que um título da série não trazia tantas novidade em tantas áreas distintas. Pode-se dizer que este é o mais revolucionário da série, devido à grandeza das mudanças. Mas infelizmente, como qualquer jogo, há prós e contras. Em relação ao título anterior os gráficos melhoraram bastante, no entanto a jogabilidade mudou, mas para o pior.

Gráficos

Sem dúvida, muito bonitos. Algo que irá encantar os fãs da série são as claques, que agora estão em 3D. Durante o jogo está tudo muito bonito, mas as claque perdem qualidade durante as jogadas de bola-parada. Durante o jogo, obtem-se em média uma taxa de 60 FPS (sendo o máximo, visto que a Konami limitou a quantidade de FPS), no entanto nas faltas, penalties e outras jogadas de bola-parada, o desempenho cai para menos de metade: chegando aos 25 FPS.

De um modo geral, os gráficos estão muito bem conseguídos, os jogadores estão consistentes, possuem expressões faciais e rostos muito parecidos aos verdadeiros. Os estádios são grandiosos, e muitos deles são estádios reais, havendo dois estádios portugueses.
O único contra dos gráficos é justamente o facto deles serem muito pesados. Fora isso, só elogios.

Som

Apesar de ainda não ter as músicas que o FIFA tem, pelo menos melhorou imenso em relação às músicas de Super Nintendo das versões anteriores. Enquanto estávamos a tentar criar a táctica perfeita tinha-mos de desligar o som para pensar direito, mas com este capitulo as músicas são muito boas.

Durante o jogo melhoraram alguns detalhes. Os jogadores que sofreram faltas mais duras gritam de dor, o som da bola acertando na trave está menos escandaloso. As claques continuam animadas, como sempre, e o narrador chato, também como sempre.

Jogabilidade

Indiscutivelmente, o ponto forte do jogo. Mas isto não significa que tenha melhorado… Longe disso, dá para ver que o jogo perdeu muito neste ponto. O controlo do jogo está mais “escorregadio”, parecendo que os jogadores estão a deslizar pelo campo em vez de correr. Para aqueles que jogavam PES06, irão sair dos jogos com menos 1 ou 2 jogadores, pois os juízes das partidas estão muito mais severos.

Inteligêcia Artificial

Também muito bem conseguida. A IA está muito mais eficiente, e mais inteligente (assim por dizer). Um flanco pode estar totalmente aberto a IA irá cobrir esse flanco. Para além dá para ver que as equipas, à medida que se avança no jogo, vão aprendendo, tornando o jogo mais difícil e disputado.

Modos de Jogo

Os mesmos de sempre: Exhibition, Onde podemos jogar com um ou mais amigos, ou jogar contra o CPU; League, ir com um clube e disputar contra outras através de um sistema de pontos e a Master League, onde escolhemos uma equipa da segunda divisão, e ajuda-la a crescer, dispondo para tal de recursos como compra e venda de jogadores.

Conclusão

Um jogo que vale a pena comprar. Não só para fãs da série, como para fãs de jogos de futebol. Com gráficos dignos de realeza, sons muito reais o jogo promete muito. O unico ponto-fraco do jogo é a jogabilidade, que está com muito mais tecnica, e mais complicada. Com algumas horas no free practice, uma pessoa aprende todos os truques do jogo.

Notas
  • Gráficos: 9
  • Som: 9
  • Jogabilidade: 9
  • Diversão: 10
  • Nota final: 9,25

2 thoughts on “Pro Evolution Soccer 2008: Análise

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

CommentLuv badge